Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Nota de Esclarecimento
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Nota de Esclarecimento

  • Publicado: Quarta, 14 de Junho de 2017, 16h29
  • Última atualização em Quarta, 14 de Junho de 2017, 16h47

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Câmara Municipal de Guamaré, através da sua Mesa Diretora, representada pelo seu Presidente, Vereador Emilson de Borba, vem a público prestar esclarecimentos sobre o fato ocorrido na última sessão, dia 13 de junho de 2017, a respeito de matérias e notícias divulgadas na impressa de forma distorcida dos fatos reais.

A sessão ocorria normalmente onde cada Vereador defendia seu ponto de vista, momento em que um grupo de mulheres começaram a fazer "arruaças" no plenário da Câmara Inclusive, a Sra. Adriana Rosendo, popular que encontrava-se no plenário, incontrolavelmente ficou chamando o grupo da oposição ao Prefeito, de bandidos, de traíras e vagabundos.

Diante de tamanha perturbação da ordem no recinto, A vereadora Diva Maria de Araújo, que presidia a sessão, pediu silencio aos populares que se encontravam assistindo a sessão, tendo a Sra. Adriana Rosendo, afrontado, de forma bastante acintosa, aos gritos, apontando para a Vereadora presidente, e proferindo as seguintes palavras: "que ali era a casa do povo e que ninguém o mandava ficar calada não". Mas uma vez a Presidente pediu silencio, informando que aquela prática era incompatível com o bom andamento dos trabalhos, momento em que a sra. ADRIANA afirmou que: " ninguém a tiraria dali, muito menos uma traíra, bandida e vagabunda", se referindo a Presidente.

Ato continuo, a Vereadora, fazendo uso do Regimento Interno da Casa, Resolução 002/1998, no seu art.48, l, que assim dispõe: Art 48 - Compete, ainda, ao Presidente, quanto as Sessões da câmara: l- presidi-las, mantendo a ordem necessária ao bom andamento dos trabalhos". Solicitou os préstimos da Segurança da casa, Guarda Municipal, para que retirasse a Sra. Adriana Rosendo do Plenário, que assim a retirou sem nenhum excesso nem agressão a qualquer garantia legal.

E importante que se registre, que atos como estes serão, veementemente, repudiados pela Câmara Municipal de Guamaré e todos que dela fazem parte, uma vez que sempre será buscado o bom andamento dos trabalhos, de forma ordeira, visando sempre legislar em favor da população Guamareense, presando-se sempre pelo bem comum.

Baixe a Nota Oficial AQUI

 

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página